quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Tratamento

           Algo que é importante referir quando se fala no tratamento da doença de Parkinson é que não existe cura para esta patologia, apenas medicamentos que combatem os sintomas, retardando assim a sua progressão. As células cerebrais, ao contrário das células do resto do nosso organismo, não sofrem renovação. A partir do momento que as células produtoras de dopamina morrem, não há forma de as regenerar. Assim, os grandes trunfos da medicina perante esta doença são os medicamentos, cirurgias, e fisioterapia e terapia ocupacional. No entanto, se estas terapêuticas não forem adoptadas, a patologia evolui num período de 5 a 10 anos, para um estado de rigidez e acinésia.

         A opção terapêutica escolhida tem como objectivo manter a amplitude dos movimentos, prevenindo a rigidez e contracções musculares, diminuir os tremores, orientar ao treino de marcha e equilíbrio, estimular a expressão facial e as actividades motoras que impliquem precisão





                    Algumas personalidades conhecidas que sofreram/sofrem da doença de Parkinson.
                   Salvador Dali, Michael J. Fox, Adolf Hitler e João Paulo II.

          Para além das opções, apresentadas de seguida, é essencial que os doentes de Parkinson mantenham uma boa actividade física e mental, sendo ideal a implementação de terapêuticas ocupacionais para evitar as alterações do humor que normalmente decorrem nestes indivíduos, resultantes das condições físicas inerentes. O tratamento instituído deve ser ponderado, resultante de uma abordagem multidisciplinar, envolvendo a actuação de neurologistas, psiquiatras e clínicos gerais.


Selecção do tratamento


Na selecção da melhor opção terapêutica deve ter-se em conta determinados parâmetros como:

·       Idade em que é detectada a doença nos indivíduos;
·       Estado cognitivo do doente (existem anti-parkinsonianos que podem agravar o estado cognitivo);


·       Sintomatologia;

  • Custos da terapêutica.

Bibliografia:
http://www.google.pt/images?hl=pt-pt&q=bioquimica%20da%20doen%C3%A7a%20de%20parkinson&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi&biw=1280&bih=558

Sem comentários:

Enviar um comentário